Aninha surdinha virando vadia ” 1 parte”

Sou Ana Paula, ” Aninha” tenho completei 23 anos

em dezembro de 2019, sou casada a quase 4 anos,

meu marido foi meu primeiro e único homem, quer

dizer, foi meu único homem até dois dias antes do

ano novo. ” 2020″.

Aos 14 anos, eu ainda morava em Minas Gerais, com

mãe e pai, certa noite tive uma febre muito alta, e fui

levada ao hospital da cidade, fiquei internada por

quase 1 mês, e ao fim desse tempo, os médicos

conseguiram cessar uma infecção aguda que estava

se desenvolvendo rapidamente no meu sistema

auditivo, Infelizmente como seguela fiquei surda.

Dois meses depois, meu pai faleceu, e, então mãe e

eu viemos morar em São Paulo, na casa de uma família, mãe era empregada doméstica, e os patrões

seu Antônio e dona Teresa , deixaram mãe e eu morando numa casinha ao fundo da casa deles.

Seu Antônio e dona Teresa, tinham ” tem ” um casal de filhos, Simone da minha idade, e Tiago 7 anos mais velho Simone e eu.

Dois anos depois minha mãe teve câncer e faleceu,

como eu já ajudava mãe no serviço da casa, seu Antônio e dona Teresa, pediram para eu ficar, eu não

tinha mais ninguém aqui em sp , e fiquei trabalhando

na casa.

Seu Antônio e dona Teresa, sempre foram muito bons comigo, pagaram meu curso de leitura labial,e mesmo eu sendo empregada da casa , eu era tratada como da família.

Com 16 anos eu era sem falsa modéstia, uma menina muito bonita, tinha e tenho um corpo bem definido, sou magra ” não magrela” cabelos cacheados , um rosto com traços delicados,e boca e lábios bem carnudos , seios médios, e meu bumbum é a parte do meu corpo que mais gosto e chama a atenção dos homens, pois meu bumbum é tamanho médio , bem redondinho, durinho e levemente arrebitado.

Pois bem… voltando a história….

Então eu comecei a perceber que o Tiago , me olhava sempre de um jeito diferente, diferente que falo é quando os pais dele, nem a Simone estavam por perto, mas como ele e seus pais eram evangélicos,

ele parecia querer dizer alguma coisa, mas não falava nada, só ficava me olhando, eu era muito tímida e nunca havia siquer dado um beijo, eu tbm

ficava calada.

Foi então que a Simone , irmã dele, chegou para mim e falou, que o Tiago estava louco por mim, estava querendo namorar comigo, mas como ele na época tinha 23 anos e eu quase 16 anos, ele tinha medo que eu dissesse não para ele, por ele ser mais velho etc etc .

Uma semana depois , nós estamos começando a namorar, e eu , estava adorando namorar, cada vez que ele me beijava , eu ficava toda arrepiada e com o passar dos dias, além de arrepiada ficava toda

EXCITADA, mas eu disfarçava.Tiago era muito carinhoso e sempre respeitador, até demais rsrs.

Ficamos namorando até que completei 18 anos, e só depois que já estávamos com o casamento marcado

é que o Tiago pela primeira vez, foi mais ” abusado”

tocando meus seios, depois chupando meus seios, e eu alisava o pau dele por cima da roupa.

Até que tive coragem e tomei a iniciativa de abrir a calça dele, e pus o seu pau para fora , estava muito duro e assim eu pela primeira vez , chupei com muita vontade sua rola.

Confesso que eu pensei que depois disso, ele e eu íamos transar, mas … Ele me falou que ele só iria

tirar minha virgindade, meter comigo na Lua de mel.

E assim aconteceu , tive minha primeira relação sexual já casada.

No primeiro ano de casada eu estava feliz e satisfeita, foi então que comecei a ter desejos de que ele , fizesse tudo comigo na cama, eu estava louca para dar o cu pra ele, mas ele não concordava e dizia que sexo anal é contra a Palavra de Deus.

Era sempre penetração vaginal , eu chupava e tive que praticamente prender o pau dele dentro da minha boca para que ele gozasse .

Com o passar do tempo, eu comecei a me sentir infeliz , pois meu marido , embora seja um bom marido, carinhoso etc ..Mas eu queria mais, muito mais do que aquele sexo papai e mamãe.

E assim eu esperava meu marido sair pra trabalhar, e

sozinha em casa, eu só ficava pelada, e imaginando

eu metendo com outro homem, metendo com outros homens, eu gostava de ficar no fundo do meu quintal

onde eu me deixava em um tapete, e ali eu me masturbava , e também descobri o prazer de pegar

o protetor solar e logo após passar no meu corpo, eu

ficava deitada de ladinho e lambuzava minha bundinha e meu cuzinho, e com o cabo da minha escova de cabelos , que tinha uns 14 cm e da grossura de dois dedos mais ou menos, eu ficava

metendo o cabo da escova no meu cu, como isso me dava muito tesão, e como sou surda , nunca pensei que eu pudesse estar gemendo, gritando alto,até que

um dia, logo após eu ter me masturbado ,fui em direção a porta da sala, e quando eu estava quase

entrando em casa, vi um amigo do meu marido

parado no portão, corri e entrei em casa, coloquei só uma blusinha e apareci no vitro da sala, só dá cintura pra cima, e morrendo de vergonha, olhei para o amigo e sócio do meu marido em uma pizzaria, e disse:

__ Espere um minuto , Alexandre ..já vou aí abrir o portão, ele sorriu e fez um sinal de tudo bem.

Eu coloquei um vestido correndo, nem coloquei calcinha,pois eu queria logo atender o Alexandre,pois ele nunca havia ido na minha casa, sozinho.

Fui até o portão, pensando que ele havia me visto pelada, por uns poucos segundos, mas eu sabia que ele tinha me visto, cheguei no portão e abri e perguntei se havia acontecido alguma coisa, o Alexandre sorriu e falou que não, e que meu marido

estava ocupado na pizzaria e por isso ele havia pedido para ele ir em casa , buscar uns documentos.

Eu toda sem graça, falei entre Alex, vou pegar a pasta de documentos e você vê qual você tem que pegar.

Entramos e Alexandre ficou no sofá enquanto eu corri no quarto para pegar a pasta, como demorei um pouco para voltar, o Alexandre apareceu na porta do meu quarto, e eu então falei:

__ Desculpe é que a pasta está em cima do guarda roupa, o Alexandre então falou deixa que eu te ajudo,

então ele pegou uma cadeira e disse :

__ Agora sim , Aninha pode subir e eu te seguro se você for cair e ele riu. Eu falei para ele subir e ele disse que eu era mais alta do que ele, então olhei para ele e disse : __ Eu estou de vestido e é curto

e sorri , ele me olhou diferente e falou:

__ Aninha você sabe que eu vi você peladinha vindo do seu banho de sol, né ? e eu aninha, vou guardar esse segredo para o resto da minha vida, e assim sendo você pode subir na cadeira tranquila, eu vou fechar os olhos tá e ele sorriu.

Eu fiquei em pé sobre a cadeira e só nesse momento eu me lembrei que eu estava sem calcinha,mas continue e como a pasta estava bem no canto do guarda roupa, eu tive que ficar nas pontas dos pés para alcançar, e quando olhei para baixo vi o Alexandre sentado no chão ao lado da cadeira, e daquela posição ele podia ver tudo.

Fiquei tão confusa e ao mesmo tempo um desejo

tomou conta do meu corpo.

Quando dei a pasta para ele, eu fui descer da cadeira e ele me segurou pela cintura e disse:

__ Aninha eu sempre quis ter você na cama.

Nossa Alex , você está doido?

Ele respondeu …Sim estou doido por você, e

algo me diz que você aninha também quer isso.

PS: Por hoje tenho que parar ,

amanhã volto aqui , me perdoem

Deixe um comentário