A Família Madureira

Eu sou William, Na época eu tinha 16 anos de idade quando se mudou para minha rua uma Família de Evangélicos de uma Igreja Chamada Madureira.

O marido era o Carlos um homem que vivia de compra e venda era Autônomo e Dona Mara uma coroa branca seios fartos e uma bunda grande delicia de mulher na época tinha 38 anos e seus 03 filhos Amanda 15 anos branquinha peitos grandes pela idade muito gostosinha. Miguel 14 anos branco cabelos loiros e magrinho viciado em Chaves rsrs e Paulinha 12 anos loirinha bem magrinha.

Quando a mudança deles chegou eu ajudei eles sem pedir nada em troca a mocinha era muito linda e quis a impressionar rsrs, Amanda ficou me olhando muito e sorrindo e mexendo o Cabelo eu ajudando a organizar tudo ela fez um suco o Pai dela e eu e um amigo da igreja bebemos um suco e comemos um lanche que fizeram para gente.

No dia seguinte vê a Amanda na área da frente da casa dela na casa não havia portão eu resolvi fazer uma brincadeira fui no meu quarto coloquei short de futebol bem colado e sem cueca bati uma ponheta até ficar duro molhei o cabelo e fingi que tinha saído do banho, Amanda me viu e ficou me olhando ai abri a toalha, ela arregalou os olhos e abriu um sorriso e entrou para dentro de casa.

Se passaram uns quinze minutos ela apareceu com uma toalha branca cabelo molhado parada olhando para mim sorriu fingiu que iria abrir, Eu falei tira, Tira vai mas mexendo os Labios mas pensando ser zueira que estaria fazendo o mesmo que eu, Ela abriu pensa ela estava nua peitinhos bico rosadinho bucetinha inchada cabelos ralinhos uma delicia a safada sorriu pois a mão na bucetinha e disse quer? Quase fiquei louco de tesão ela mordeu os lábios e entrou para Dentro de casa, Pensa numa cara de piranha que ela fez nem parecia a carinha de anjo falando toma Pai o suco aceita mas um pouco William. Eu fui para o meu quarto me acabei na ponheta gozei tudo gemendo gozei chamando o nome da Amanda.

No outro dia Dona Mara me chamou na casa pois queria falar comigo pensei to ferrado, fui com short de futebol e uma camiseta branca atravessei a rua e chamei Dona Mara ela falou para eu entrar e entrei disse fecha a porta na chave William eu to sozinha e preciso conversar com você uma coisa séria, Eu estava meio que assustado com medo de levar uma bronca e falarem para meus Pais nisso ela do lado de dentro do quarto Diz: William entra aqui no meu quarto, Vem logo Moço.

Eu fui entrando ela estava com a mesma toalha da Amanda deixou Toalha cair abriu um sorriso e me puxou me jogando na cama, beijou minha boca e pescoço foi para meu peito e desceu para meu pau colocou ele na boca passou a lingua nos lados do meu Pau e falou: Sabe William adoro Pau preto faz tempo que não chupava Um. Eu disse: Cade todo mundo? Nossa que boca gostosa Dona Mara e Ela disse: Meu marido so volta amanhã foi fechar um negócio e os meninos estão na minha Mãe só amanhã também.

Ela começou a chupar minhas bolas sugando ai eu fiquei louco de tesão nisso pedi para ela parar um pouco e fui beijando ela na boca depois nos seios que eram bem bicudos rosadinhos e a buceta lisinha mas tinha um testona onde dedilhei mamando ela abriu as pernas e fui chupando ela os grandes lábios de sua buceta escorria seu melzinho ela colocou suas mãos no meu cabelo me empurrado mas para cima da Buceta sua perna tremendo ela Gemia intensamente ate que parou de gemer me olhou e com uma voz mais calma Disse: Mete Preto Gostoso.

Continua….

1 comentário em “A Família Madureira”

Deixe um comentário