Atendimento VIP

Faz um tempinho que não relato minhas aventuras… Eis uma das mais recentes!

Conforme contei anteriormente, sou formada em Eng. Ambiental, mas não trabalho em minha área, trabalho com vendas.

Há algumas semanas, estava sozinha no escritório, e um dos meus clientes veio entregar uma documentação. Ele é um homem com o dobro da minha idade, muito bonito, o que sempre me deixou com vontade, mas sempre mantive a compostura, afinal, é meu cliente e casado. Como já o conheço há alguns anos, percebi um certo desconforto nesse dia.

Perguntei se estava tudo bem, ele disse que sim, mas que tinha que ir embora. Achei estranho… Mais tarde enviei uma mensagem agradecendo a visita e o convidando para tomar um café quando quisesse.

No dia seguinte, ele veio ao escritório novamente, chegou ansioso, trêmulo, me abraçou e sem nem me falar nada, colocou minha mão sobre sua calça, o volume me deixou excitada na hora… o trouxe para minha sala, o coloquei sentado, para que relaxasse… me ajoelhei, tirei seu pau para fora da calça e comecei a punhetá-lo. Ele tem um pau bem grosso, e fiquei imaginando aquele pau entrando em mim, fiquei melada na hora…

Ele gemia baixinho sentindo minhas mãos, não demorou muito para que segurasse a minha nuca e me colocasse de boca no seu pau, que entrou de uma vez até o fundo da minha garganta… Eu sentia o pulsar e isso me excitava ainda mais…

Quando percebi que iria gozar, parei de chupá-lo, coloquei a camisinha e me debrucei sobre a mesa, abaixando minha roupa… Ele chegou por trás e meteu de uma vez na minha bocetinha que, de tão melada, recebeu bem aquele pau grosso. Ele metia e tirava tudo… se abaixava, passava a língua na minha bocetinha… metia de novo, apertava minha bunda, me chamava de cachorra… putinha… puxava meus cabelos… o que ia me deixando cada vez mais louca!

Quando gozei ele disse que queria meter no meu cuzinho… e começou a pincelar a portinha, salivando para lubrificar… Fui sentindo cada centímetro daquele pau gostoso entrando no meu cuzinho, me alargando… logo estava todo entrando e saindo.

Ele metia e puxava meu cabelo, me fazendo gemer de prazer, então, comecei a rebolar, sentindo aquele pau delicioso preenchendo todo o meu rabinho e ele falava: – Rebola cachorra… Rebola esse rabinho minha putinha… O que me deixava ainda mais excitada.

Comecei a rebolar e tocar meu clitóris com uma das mãos, enquanto ele metia com força, me fazendo gemer em cada estocada… não demorou muito e gozei.

Ele começou a acelerar, mas antes de gozar, disse que queria gozar na minha boca, o que prontamente atendi, me ajoelhando novamente, e comecei a chupar e punhetar até sentir seu leitinho quente e abundante descer pela minha garganta… Lambuzando meu rosto… meu cabelo…

Foi uma transa incrível, que repetimos algumas vezes aqui no escritório e em motéis, pela cidade…

Ele me confidenciou que essa havia sido a primeira vez com outra mulher em 20 anos de casamento, por isso estava ansioso… se sentia como um adolescente.

Espero que gostem de ler, assim como gostei de relatar mais essa aventurinha para vocês!

Beijinhos da Vanessa

Deixe um comentário